Curvelo / MG - terça-feira, 09 de agosto de 2022

Especialista

Como funciona a formação dos médicos? Como saber se um médico é realmente especialista?

   Neste artigo vou abordar essas duas questões. Infelizmente vivemos uma época onde as aparências predominam sobre as competências. 

   A sociedade brasileira, seguindo uma tendência mundial, passou a valorizar a "beleza" a qualquer custo. Soma-se a isto o famoso "jeitinho brasileiro" de procurar caminhos mais fáceis, sem esforço.  O resultado é o surgimento de um grupo crescente de profissionais com diploma de medicina, divulgando e exercendo especialidades para as quais não estão preparados e até especialidades que não são reconhecidas pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). 

   Ao concluir o curso de Medicina, o médico é considerado "generalista". O médico generalista tem o direito de atender qualquer paciente que o procure, não importando a doença, mas você não aceitaria ser submetido a uma cirurgia por um recém-formado generalista, aceitaria? Esses profissionais geralmente atuam em plantões e postos de saúde, como "clínicos" (não confundir com o Especialista em Clínica Médica, pois esta é uma especialidade médica como Pediatria, Cardiologia, Cirurgia, etc). Não há problema algum nisso, o problema é quando eles atuam como FALSOS ESPECIALISTAS. 

   Para um médico ser considerado Especialista, existem dois caminhos possíveis:

  1. RESIDÊNCIA MÉDICA. Considerada "padrão ouro" de formação do Especialista. Trata-se de um programa de treinamento médico de dedicação exclusiva ao aprendizado, com carga horária de 60 (sessenta) horas por semana, por período mínimo de 02 (dois) anos, recebendo uma "bolsa" de estudos durante esse período, sem qualquer direito trabalhista, dando plantões de dia e à noite, sem insalubridade, adicional noturno... etc. É preciso passar por uma prova de seleção para poder cursar uma Residência Médica. Ao final da Residência, o médico recebe um diploma e pode registrar-se como especialista no Conselho Regional de Medicina (CRM). Esse diploma é válido em todo o Brasil, e o médico pode atuar em qualquer Estado, desde que esteja registrado no CRM desse Estado. 
  2. ESPECIALIZAÇÃO + PROVA DE TÍTULO DE ESPECIALISTA. A Associação Médica Brasileira (AMB) é uma instituição que reúne todas as Sociedades Médicas do Brasil reconhecidas pelo CFM, e que confere o Título de Especialista a quem comprovar conclusão em um curso de especialização e passar numa prova teórica e prática. Os cursos de especialização tem duração semelhante às Residências Médicas mas com a diferença de que são pagos pelo médico que está cursando, ou seja, ele tem que ter um trabalho paralelo ou uma condição financeira muito boa para poder se sustentar durante o curso. Alguns desses cursos tem inclusive carga horária maior que as residências. 

   Existem Especialidades Médicas que podem ser cursadas pelo médico generalista (exemplos: Clínica Médica, Pediatria, Cirurgia Geral, Ginecologia, dentre outras), enquanto outras exigem uma Especialidade prévia (exemplos: Pneumologia exige que o médico faça primeiro Clínica Médica, Cirurgia Plástica exige que o médico faça primeiro Cirurgia Geral). 

   No site do CFM pode-se pesquisar a situação de TODOS os médicos em atividade no Brasil (inclusive os do programa Mais Médicos, uma aberração criada pelo Governo Dilma e que existe até hoje, onde médicos formados fora do Brasil atuam sem validar seu diploma). Nesse site, quando se clica no nome de um médico aparece a informação Especialidade/Área de Atuação em que consta a Especialidade Médica registrada pelo profissional no CRM, inclusive com o número do RQE (Registro de Qualificação de Especialista). SOMENTE QUEM TEM REGISTRADA SUA ESPECIALIDADE NO CRM PODE DIVULGAR QUE É MÉDICO ESPECIALISTA. Quando se consulta um médico generalista ou um médico que ainda não concluiu sua especialização aparece a informação "Não registrado" neste campo. 

   Segue exemplo da pesquisa do nome deste médico que vos escreve:

   Essa pesquisa é de livre acesso ao público e pode ser realizada digitando "busca médico" no Google ou diretamente no link: https://portal.cfm.org.br/index.php?option=com_medicos&Itemid=59

   ATENÇÃO: CUIDADO COM OS FALSOS ESPECIALISTAS. É cada vez mais frequente ver médicos generalistas que fazem uma pós graduação de fim de semana uma vez por mês e anunciam e atendem como especialistas. 

   Consulte o nome do médico neste link acima antes de marcar uma consulta. Mesmo se você for usuário de plano de saúde, tem muitos médicos atendendo como especialistas sem possuir título algum. 

   Cuidado também com FALSAS ESPECIALIDADES que estão sendo muito divulgadas, principalmente pela internet, particularmente a "Medicina Ortomolecular" e a "Medicina Anti-Envelhecimento" também chamada pelo nome em inglês "Anti Aging". 

Essas NÃO SÃO Especialidades reconhecidas pelo CFM e pelos conselhos de diversos países. Atualmente são reconhecidas 54 Especialidades pelo CFM, e quem quiser pode verificar neste link: http://www.portalmedico.org.br/resolucoes/CFM/2016/2149_2016.pdf

   Aplicação de hormônios, dietas milagrosas, promessas de "cura" e de "rejuvenescimento", dentre outras questões são frequentemente abordados por esses falsos-profissionais, que geralmente cobram preços exorbitantes em suas consultas e fazem uma verdadeira lavagem cerebral com seus pacientes, com isso conseguindo milhares de seguidores. 

   Li recentemente uma postagem de um médico "famoso", o qual não vou citar o nome aqui, que faz propaganda de anti-envelhecimento. Ele diz atuar na cirurgia plástica mas não tem título registrado no CFM, e diz que seu hobby é o Anti Aging. Logo de cara ele acusa que a maioria dos médicos são escravos da indústria farmacêutica, e que esta paga jantares e viagens para os médicos prescreverem seus medicamentos. Ele, assim como vários outros, faz um trabalho de Marketing/Propaganda pesado e convincente para os leigos, mas prescreve medicamentos, hormônios e tratamentos que não tem nenhuma comprovação científica, além de ser bancado por farmácias de manipulação e por laboratórios onde solicita exames desnecessários. 

   Atendi um paciente recentemente que se consultou com um outro médico "famoso" em Belo Horizonte, onde o mesmo prescreveu uma "fórmula secreta" e exigiu que o paciente fosse a determinada farmácia de manipulação pois era a única que poderia fazer seu medicamento. Isto é ILEGAL, é crime!

   Poderia citar outros aqui mas o texto está ficando grande. Obrigado pela paciência de ler e por partilhar da minha indignação. Valorize sua saúde!

   Dr. Álvaro Silveira, Pneumologista, (CRM-MG 48.351)

   Seguem links de outras páginas onde me inspirei a falar sobre esse assunto:

http://www.pediatradofuturo.com.br/falsoespecialista

https://clinicapfeifer.wordpress.com/2012/06/02/como-saber-se-o-medico-e-realmente-especialista